Lista-odebrecht-nova-1

A lista da Odebrecht, o juiz Moro e a imprensa

Diante de toda essa investigação da operação Lava Jato, tenho me posicionado em favor da reforma política como um todo e não acusando ou inocentando quem quer que seja. Se é PT, estiver envolvido, tem que pagar. Se é PSDB e estiver envolvido, tem que pagar. Não importa o partido ou quem seja, todos devem responder igualmente perante a lei.

O “vazamento” da famosa lista da Odebrecht onde aparecem vários nomes de políticos, de vários partidos, praticamente confirmou parte dos meus questionamentos. Muitos têm o juiz Moro como herói e a imprensa como um todo corretíssima. Não vou atentar contra a honra do juiz, de maneira alguma, mas me parece estranho logo que a lista foi percebida por ele, o mesmo imediatamente pedir sigilo. Eu faço a seguinte pergunta na condição de leigo: O que seria mais sigiloso: gravação telefônica de um ex-presidente e a da presidente da república ou uma “simples” planilha com supostos valores de esquema de corrupção? Como disse, não conheço de leis, sou leigo, mas parece desproporcional divulgar gravações de grampos telefônicos e pedir sigilo de uma planilha. Haveria algo por trás, nomes que não poderiam ser expostos?

A imprensa se calou, mas não toda ela. Não sou de elogiar imprensa, abro aqui uma exceção para a Rede Record, que no seu principal jornal divulgou os nomes dos principais listados na planilha, inclusive de Celso Russomanno, que é apresentador da emissora e coligado ao partido PRB que é ligado à Igreja Universal e ao bispo Macedo. As demais emissoras não tiveram essa coragem. Por quê? Dois pesos e duas medidas?

É amigos, são dias difíceis onde não sabemos em quem confiar. A verdade é que ao que tudo indica não existem heróis, existem pessoas que trabalham em favor de interesses de terceiros. Vamos ficar de olho.

Quero ressalvar mais uma vez que não sou a favor de “A” nem “B”, repudio qualquer tipo de favorecimento. Todos devem ser iguais perante a lei, conforme preconiza nossa Constituição, em deveres e direitos. Que haja verdadeiramente justiça!

Veja a lista completa clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *