Arquivo da categoria: Reflexão

Seja inteligente: Não generalize!

generalizacaoTemos o hábito (péssimo, por sinal) de achar que tudo e todos são exatamente iguais.

Se um relacionamento não dá certo, nenhum homem ou mulher presta. Se o casamento não vai bem, casar é complicado. Se um membro de religião comete falhas, nenhuma religião presta e assim vai. Generalização em cima de generalização.

Seja inteligente: Não generalize! Entenda que cada caso é um caso, cada pessoa é uma pessoa. Não se iluda achando que todos os casos e/ou pessoas são iguais. Aprenda a separar as coisas.

Já se formou? Tem namorado(a)? Já casou? Tem filhos? Quando vai ter filhos?

Interessante como essas perguntas estão presentes no cotidiano da maioria das pessoas. Como li em uma postagem: “Como se a vida fosse uma lista de compras”.

Sei muito bem o que é isso. A mãe pergunta, familiares perguntam, amigos perguntam, a torcida do Flamengo inteira pergunta… Tais perguntas às vezes pra muitas pessoas se tornam sinônimo de uma espécie de pressão social. Será que todos sabem lidar com isso? Me fiz essa pergunta porque também fui e sou abordado sobre isso. Particularmente sei lidar com pressão social. Já parou para pensar nas pessoas que não conseguem lidar com tudo isso, quanto mal lhes causa?

Continue lendo Já se formou? Tem namorado(a)? Já casou? Tem filhos? Quando vai ter filhos?

Ah, mas os judeus… Ué?!

Interessante verificar a crítica por parte de muitos cristãos (aqui faço questão de mesclar católicos e protestantes) em relação ao judaísmo e a determinadas práticas judaicas.

O que acho interessante é observar uma rapidez para o julgamento e lembro que de certa forma o cristianismo é, indubitavelmente, fruto e dependente dos escritos do judaísmo.

Continue lendo Ah, mas os judeus… Ué?!

Pokémon GO

Sensação do momento no mundo inteiro, o aplicativo Pokémon GO tem causado opiniões controversas. Desde teorias religiosas sobre uma “atuação demoníaca”, teorias da conspiração dos “Iluminatis” e acusações sobre “imbecilização” da massa, o mundo virtual anda dividido.

Uma opinião pessoal: Cada um tem que cuidar da sua vida. O demônio não está em tudo. Uma pessoa não se torna imbecil pelo fato de se divertir através de um aplicativo.

Dicas: Tome cuidado com a sua privacidade. Não se permita dominar por um aplicativo. Não abandone seus ideais (estudos, trabalhos e etc.) por um jogo.

Cada um tenha consciência do que faz tanto no mundo real, quanto no mundo virtual.

Sem mais.

Compartilhar conhecimentos… Compartilhar!

O mundo gira em torno de interesses. É fácil perceber isso quando vemos pessoas que tem conhecimento, o bem mais precioso que se pode ter, e não compartilham.

Quando você decide compartilhar conhecimento você é tido como um trouxa. – “Ah você deveria cobrar por isso” – “Ah você é besta ensinando de graça…” A que ponto chegamos?

O que era para ser bem comum, hoje é motivo de disputa entre as pessoas. Não existe a consideração, a compaixão, o desejo de ver o outro alcançando seus objetivos. O que vemos é o mais puro egoísmo.

Humanos… Até quando? Um dia quem sabe romperemos essa barreira e passaremos a ser mais solidários. Enquanto esse dia não chega farei a minha parte, mesmo sendo taxado de “trouxa”.

Cristo ou Barrabás? Depende do contexto…

Certa vez em um grupo do Whatsapp alguém fez a seguinte pergunta: “Se você estivesse na época de Jesus, e estivesse no meio daquelas pessoas quando Pilatos perguntou se soltava Barrabás ou Cristo, a quem você pediria para soltar?”

Fiz uma breve reflexão e decidi responder partindo do contexto. Você que se considera cristão, com sua bíblia em mãos, ouvindo falar de Jesus é muito fácil dizer que escolheria soltá-lo. Agora, se você estivesse lá naquele momento, na condição de judeu, vendo um homem supostamente blasfemar contra a sua fé, será que você não se juntaria aos que gritaram Barrabás?

É fácil emitirmos opinião quando estamos no conforto de nossas ideias e amparados pelo nosso único e exclusivo ponto de vista. De outra sorte, quando nos colocamos no contexto de uma situação adversa a nossa, fica mais difícil emitir opinião que confronte nossos pontos de vista.

Tome suas decisões, tire suas conclusões baseado(a) em um contexto e não única e exclusivamente na sua visão de mundo.

 

Declínio moral?

Não pense que a postagem visa defender a presidenta Dilma Rousseff ou denegrir a imagem de quem quer que seja, pois já deixei claro que quanto a partidos não tenho nenhum para defender. Trata-se de um simples alerta e pensamento reflexivo.

Respeito os evangélicos e não poderia ser diferente, até mesmo porque sou de família evangélica, apesar de que essa não é a principal causa, pois respeito as pessoas independentemente de suas crenças, religiões ou posicionamento político. Na verdade a intenção da postagem é trazer um pensamento reflexivo, chamar as pessoas à consciência.

Continue lendo Declínio moral?

Recomendação: Filme “Os Estagiários”

Recomendo. Filme excelente. Ao assistir esse filme, podemos retirar alguns conceitos interessantes na vida profissional, tais como a experiência e o perfil profissional.

Apesar de ser um filme de comédia, a história é bem interessante. Dois vendedores de relógios que tiveram que se reinventarem para conseguirem um estágio na Google. Imaginem só dois caras que mal sabem o que é um computador na vida concorrerem vagas para uma empresa líder em tecnologia reconhecida mundialmente? Só assistindo para rir e refletir também.

Continue lendo Recomendação: Filme “Os Estagiários”