Arquivo da categoria: Reflexão

Reforma social e política já!

O circo pega fogo e cada um escolhe o seu lado da corda para puxar no “cabo de guerra”. Será que se todos se unissem de um só lado, o lado da justiça social, o lado do Brasil, o lado da equidade, nossa situação não estaria diferente? Porém, continuamos a fazer mais do mesmo e como diz uma citação atribuída a Albert Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Continue lendo Reforma social e política já!

Sobre a “dívida histórica”

brancanegro-600x338Muito se fala e existe uma polêmica que envolve uma “dívida histórica” entre negros e brancos.

No mundo inteiro é possível ver a luta, a discriminação e o desprezo em relação a cor, e diga-se de passagem, não somente de brancos para com negros, como ao contrário também. Pessoas de mentes tacanhas que acreditam que a cor da pele determina o caráter ou é sinônimo para algum tipo de diferencial.

É fato que os brancos, a maioria, não todos, estão em patamar superior em relação aos negros em questões econômicas. É fato que os negros na sua maioria, pelo menos no Brasil, são os mais pobres e marginalizados. Apesar dos fatos, gostaria de fazer algumas perguntas: É culpa do meu “irmão branco” se eu sou pobre? É culpa do meu “irmão branco” se eu não estou em um patamar social privilegiado? Como ele é culpado pela “dívida” se é meu contemporâneo? Posso culpá-lo pelo que nossos antepassados fizeram?

Continue lendo Sobre a “dívida histórica”

Exercite seu livre pensamento!

12552911_965336383501433_1241849758038891415_n

Essa imagem com essas palavras traduzem exatamente o que pensei ao assistir o filme “Star Wars – O Despertar da Força”. Finn desde criança foi doutrinado a “matar geral” em nome de Vader e em uma expedição repensou sobre o que estava sendo feito ali. Não achou correto matar sem saber o porquê e decidiu abandonar o seu posto.

Isso é interessante para nossa reflexão. Somos de diversas maneiras doutrinados a seguirmos determinadas tendências ou orientações sem sabermos sequer a razão de tudo isso. Dessa maneira, somos apenas repetidores e não pensamos sobre nossas ações. Digo isso no âmbito religioso, social e até cultural.

Para ilustrar isso também, trago um fato curioso que me ocorreu quando trabalhava de assistente administrativo pelo Estado. Uma senhora, já antiga servidora pública, me ensinou a imprimir determinados relatórios somente no tipo de papel ofício, alegando que não poderia ser feito no papel A4. Conhecedor da tecnologia e que o computador era capaz de imprimir, mesmo que configurado em ofício, páginas em A4. Foi o que fiz. Moral da história: Levava os relatórios em papel A4 e não houve reclamação. Muito pelo contrário, elogios.

Essa minha pequena experiência mostra que temos sim que ouvir as pessoas, os grupos, porém, temos que ter o nosso próprio raciocínio e visão de mundo e não somente repetir o que já está aí.

Quer uma dica? Exercite seu livre pensamento! Não deixe que as pessoas ou grupos te molde sem que você tenha o mínimo de senso crítico.

“Para descobrir quem manda em você, descubra quem você não pode criticar”  Voltaire

O jogo sujo da política

Todo ano eleitoral é a mesma coisa… Quem nunca fez nada em três anos aparece cheio de trabalhos realizados e realizando, começam aparecer denúncias às vezes desconhecidas ou engavetadas, adversários atacando um ao outro, entre outras coisas.
 
O medo dos políticos de perderem o poder ou de não alcançá-lo levam eles ao desespero total e a um show de falta de ética e mentiras.

Continue lendo O jogo sujo da política

Vote com a cabeça e não com a religião

 

É absolutamente compreensível que alguém vote levando em consideração seus princípios, valores e visão de mundo. No entanto, é necessário ter cuidado para não deixar que terceiros se aproveitem das situações anteriormente citadas a fim de manipular seu voto.
Infelizmente, muitas pessoas por estarem ligadas à determinados grupos religiosos se veem obrigadas a votar em determinados candidatos. Não que seja errado escolher alguém de um grupo que você acredita, mas fica a pergunta: Será que é a escolha certa ou você vai votar por indicação de um líder? 

Continue lendo Vote com a cabeça e não com a religião

Enfermeira revela os 5 maiores arrependimentos das pessoas em seus leitos de morte

Por muitos anos eu trabalhei em cuidados paliativos. Meus pacientes eram aqueles que tinham ido para casa para morrer. Algumas experiências incrivelmente especiais foram compartilhadas. Eu estava com eles nos últimas três a doze semanas de suas vidas. As pessoas crescem muito quando eles são confrontados com a sua própria mortalidade.

Continue lendo Enfermeira revela os 5 maiores arrependimentos das pessoas em seus leitos de morte

Por que estamos indo de mal a pior na língua portuguesa?

Pela manhã ao abrir meu Facebook, me deparei com uma imagem compartilhada por alguém. A imagem que é a mesma do topo da postagem, traz de uma forma irreverente uma situação nada engraçada.
 
Reporto-me agora principalmente a crianças e jovens estudantes. Não sou tão velho, tenho 27 anos, costumo observar a escrita e leitura dessa garotada com perplexidade. A razão? A maioria das crianças jovens e adolescentes não tem o mínimo de conhecimento da língua portuguesa, principalmente a ortografia. Hoje é o dia nacional da língua portuguesa e gostaria de fazer algumas colocações.

Continue lendo Por que estamos indo de mal a pior na língua portuguesa?

Interstellar: Uma reflexão

Assisti ao filme no cinema e achei muito bom, muito interessante mesmo. Como se trata de um gênero de ficção científica, foram abordados alguns assuntos com respeito a teoria da relatividade, gravidade, viagem espacial e etc. Interessante por termos um nuance do que realmente acontece com o tempo/espaço abordados na teoria de Albert Einstein.
 
Apesar desses fatos interessantíssimos serem abordados no filme, o que me levou a reflexão foi o contexto mostrado no início.

Continue lendo Interstellar: Uma reflexão