04

Menos Estado sim, menos direitos não!

Me deparei com algumas pessoas criticando o nosso posicionamento contrário as reformas trabalhistas e da previdência. Especificamente, muitos acreditam que os direitos trabalhistas melhoram com o acordo entre empregador e empregado, usando como justificativa os altos impostos que os patrões pagam. Agora fica a pergunta: Quem recebe esses impostos somos nós trabalhadores ou o Estado? Obviamente o Estado. Tanto o empregador, quanto o empregado sustentam a máquina do Estado que em meio a toda essa lama de corrupção não nos dão o retorno esperado, pelo contrário, nos exploram mais e mais.

Se você amigo ou amiga, principalmente trabalhador e trabalhadora defende a reforma trabalhista, o que é difícil de entender, achando que é a solução para o empregador garantir mais empregos, provavelmente desconhece a realidade. Se os grandes empresários querem mais condições para pagar bem os trabalhadores e garantir mais empregos, não deveriam se voltar contra o Estado? Porque não se voltam? Nem preciso responder. Basta ver na mídia as grandes empresas envolvidas em acordos bilionários de corrupção com os partidos políticos para promoverem seus lucros e outras grandes empresas tendo dívidas bilionárias perdoadas, como foi o caso do banco Itaú.

Trocando em miúdos: A solução não é promover “negociação” direta entre trabalhador e empregador para garantir empregos e sim pressionar os políticos corruptos que sugam impostos altíssimos de ambos e não dão o devido retorno.

Menos Estado sim, menos direitos não!

Entenda a essência da reforma trabalhista com este trecho da “Família Dinossauro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *