politica-e-religiao

 

É absolutamente compreensível que alguém vote levando em consideração seus princípios, valores e visão de mundo. No entanto, é necessário ter cuidado para não deixar que terceiros se aproveitem das situações anteriormente citadas a fim de manipular seu voto.
Infelizmente, muitas pessoas por estarem ligadas à determinados grupos religiosos se veem obrigadas a votar em determinados candidatos. Não que seja errado escolher alguém de um grupo que você acredita, mas fica a pergunta: Será que é a escolha certa ou você vai votar por indicação de um líder? 

 
O pior de tudo não é votar em religiosos e sim quando esses grupos religiosos aproveitam a gama de fiéis para apoiarem candidatos que nada tem a ver com seus princípios e valores. Somente o fato de determinado líder manifestar apoio, muitos fiéis cegamente o acompanham. Correm o risco de escolher pessoas erradas, acreditando em “líderes certos”.
 
É necessário construir uma consciência crítica e analisar tudo o que se vê e ouve. Não é porque alguém faz parte de um certo convívio que é a pessoa ideal para nos representar. 
 
Essa vai principalmente para os cristãos. O apóstolo Paulo sabiamente disse:
 
“Discerni tudo e ficai com o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:21
 
 
 
E-mail: contato@jesusmar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *